12.07

Número de reclamações contra companhias aéreas brasileiras passa de 53 mil em cinco meses

O levantamento foi feito pelo site Reclame Aqui

Além de prejuízos históricos, demissões em massa e da alta dos combustíveis, que levou o preço das passagens às alturas, as companhias aéreas brasileiras têm um novo desafio: lidar com o aumento severo de reclamações de clientes desde a chegada da pandemia de coronavírus.

Um levantamento do site Reclame Aqui, realizado a pedido do portal de notícias G1, mostra que o número de queixas contra essas empresas aumentou 117,3% na plataforma entre 2019 e 2021. Em números absolutos, saltou de 53.049 para 115.305, considerando apenas as companhias nacionais.

Já neste ano, apenas de janeiro a maio foram registradas 53.096 reclamações, o que ultrapassa o patamar de 2019 inteiro.

O agregado de reclamações dos últimos três anos e meio mostra que 45% das denúncias têm a ver com cancelamentos de voos. Outras 38,5% são destinadas ao atendimento das companhias aéreas.

De acordo com o Reclame Aqui, há relação direta entre o aumento de reclamações e a série de demissões realizadas pelas empresas, como forma de conter os custos desde a chegada da pandemia.

Retirado do site: https://www.osul.com.br/numero-de-reclamacoes-contra-companhias-aereas-brasileiras-passa-de-53-mil-em-cinco-meses/. Acessado em 12 de julho de 2022.


Veja Conteúdo Adicional Vídeos Áudios Fotos Links Arquivos
» Voltar ao Topo
ASSESSORIA DE IMPRENSA -Amorim Comunicação